Marca do Crea-TO para impressão
Disponível em <https://crea-to.org.br/crea-sustentavel-crea-to-investe-na-modernizacao-e-sustentabilidade-com-a-digitalizacao-de-documentos/>.
Acesso em 07/12/2022 às 03h41.

CREA SUSTENTÁVEL: Crea-TO investe na modernização e sustentabilidade com a digitalização de documentos

Escrito por: Elini Oliveira

21 de julho de 2022, às 16h10 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Compromissado com a agilidade na prestação de seus serviços e com a sustentabilidade de suas ações, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (CREA-TO) alcançou um importante marco: foi iniciado o processo de digitalização de documentos que irá permitir além da redução com custos operacionais com papel, agilidade dos processos e aumento da segurança e transparência nos serviços ofertados pelo Conselho para os profissionais.

O procedimento foi iniciado com a assinatura do termo de cooperação técnica com o Crea Ceará, que irá disponibilizar ao Crea-TO o Sistema Saphira, desenvolvido para gerenciamento de rotinas administrativas. A plataforma irá realizar 100% da digitalização de documentos dos serviços oferecidos pela autarquia.

Para o Eng. Civil Daniel Iglesias, Presidente do Crea-TO, a tecnologia para controle da documentação e a gestão dos processos, contribui de forma positiva para o meio ambiente: “É um exemplo de que, mesmo em um ambiente considerado burocrático, é possível utilizar a tecnologia para gerar economia, trazer sustentabilidade e ainda oferecer serviços mais eficientes para o profissional”, ressalta.

Sustentabilidade:

Um levantamento realizado pelo Setor Administrativo do Crea-TO aponta que anualmente o Conselho utiliza, apenas em papel, 120 mil folhas, sendo 50 caixas de resmas por ano, nos processos da fiscalização, passando pelos processos de registro e chegando aos administrativos. Com a digitalização desses serviços, a economia para o Conselho será de quase 800 reais por mês, apenas em papel e tonner para impressões.

Para o Eng. Ambiental, Servidor do Crea-TO, Osvaldo Lopes, a ação significa um avanço para a preservação do meio ambiente: “Essa redução será importante no combate à poluição, tendo em vista que a indústria do papel consome milhares de litros de água e grandes hectares de floresta a serem desmatadas para o cultivo de árvores aptas a transformação em folhas por ano. Além disso, são utilizados elementos químicos no processo de branqueamento, gerando efluentes contaminados que causam impactos ambientais, se descartados indevidamente”, pontuou.

 

Sobre a implantação:

Nas próximas semanas, uma equipe do Crea Ceará estará no Tocantins para treinar os servidores tocantinenses para a utilização do Sistema Saphira. O Crea-TO também vem realizando intercâmbio de informações com o Crea Rondônia, que iniciou o processo de digitalização de arquivos antigos, e com o Crea Rio Grande do Norte, que vem avançando no processo de descarte dos materiais já digitalizados.

A gerente administrativa do Crea-TO, Patrícia Garbelim, destacou que este é mais um importante passo na informatização do Conselho. “Este sem dúvida é mais um marco da adequação do Crea-TO às plataformas digitais”, pontuou ela, ao frisar que, além de passar pela cooperação técnica com o Ceará, o Crea-TO também busca cooperação técnica com a Mútua Nacional, para utilização do Mútua Signer, que é um sistema de assinatura eletrônica, com validade jurídica, o que potencializaria ainda mais as ações de sustentabilidade em andamento.


Chat
Estamos online das 08 às 18h!!