Marca do Crea-TO para impressão
Disponível em <https://crea-to.org.br/crea-to-promove-debate-sobre-violencia-domestica-em-evento-alusivo-ao-agosto-lilas/>.
Acesso em 25/09/2022 às 15h43.

Crea-TO promove debate sobre violência doméstica em evento alusivo ao Agosto Lilás

Escrito por: Elini Oliveira

31 de agosto de 2022, às 16h37 - Tempo de leitura aproximado: 2 minutos

Buscando discutir e conscientizar sobre o enfrentamento da violência doméstica, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (Crea-TO), por meio do Comitê Gestor do Programa Mulher realizou na última terça-feira (30), uma Roda de conversa sobre violência de gênero e os efeitos protetivos da Lei Maria da Penha, em alusão ao mês de Conscientização sobre o tema, Agosto Lilás.

A discussão foi realizada pela Juíza de Direito, Renata do Nascimento e Silva e a Advogada com foco na defesa das mulheres, crianças e adolescentes, Luz Arinda Malves, mediada pela Assessora de Comunicação do Crea-TO, Viviane Goulart Schwabacher. Participaram ainda da mesa a Coordenadora do Programa Mulher, Eng. Agrônoma Cleonice Barbaresco, o Presidente do Crea-TO, Eng. Civil Daniel Iglesias e Gustavo Paschoal Teixeira de Castro, Coordenador do Curso de Direito do CEULP/ULBRA).

Em sua fala, a Juíza Renata ressaltou algumas formas de como identificar um relacionamento abusivo, já que o mesmo não começa com a agressão física ou ameaça de morte. “A violência, inclusive, pode jamais se manifestar de forma física. Infelizmente, isso não significa que a dor e a destruição sejam menos reais, como por exemplo: ciúme excessivo, controle, invasão de privacidade, afastamento dos amigos, chantagem, ameaças, entre outros”.

Dados no Tocantins

De acordo com dados divulgados pelo Ministério Público do Tocantins, o número de denúncias criminais envolvendo violência doméstica e familiar disparou nos últimos quatro anos no Estado. O levantamento aponta 613 ações em todo o ano de 2018. Nos seis primeiros meses de 2022, já foram 583 – o que representa um aumento de 93,4% na quantidade média de denúncias por dia. Em 2018 o índice era de 1,67 ação protocolada por dia. Neste ano, levando em consideração a média diária de ações, este número chegou a 3,23.

A sondagem do MPTO revelou, também, que as ações aumentaram durante a pandemia. Em 2019 foram registradas 781 denúncias criminais durante todo o ano. Em 2020 foram 798 ações, e em 2021, 868 ações.

Sobre o Programa Mulher:

Com pouco mais de um ano de existência, o Programa Mulher no Tocantins tem como coordenadora a Eng. Agrônoma Cleonice Barbaresco, e como membros a Eng. Civil Eliana Abreu da Silva, Eng. Civil Lucilene Vilela Pereira, Eng. Civil Nilcy Taveiro Santos, Eng. Civil Sueleide Pereira Monteiro e Eng. Ambiental Milene Pereira de Souza.

O Comitê vem promovendo ações com o objetivo de divulgar a iniciativa no estado, como eventos do Agosto Lilás, divulgação de cards nas redes sociais e vídeos transmitindo informações que fortalecem os conceitos das diversas temáticas relacionadas aos meses correspondentes. “Eventos como o Jornada da Mulher, Cafés com os Parceiros da Engenharia, vêm promovendo resultados relevantes no contexto institucional do Crea-TO e na relação com outras organizações. Ainda vamos promover o encontro com todas as representantes das inspetorias municipais do Comitê Gestor Programa Mulher, palestras das profissões de Engenharia nas escolas em diversos municípios; além da participação do Comitê Gestor no Congresso Estadual de Profissional. As perspectivas são as melhores possíveis para a evolução do Comitê Gestor do Programa Mulher Crea-TO”, anunciou Barbaresco.

O Crea-TO tem registrado 17,29% de mulheres no Conselho, sendo 4.132 do sexo feminino em  um universo de 23.897 profissionais.


Chat
Estamos online das 12 às 18h!!